Reportagens

Abuso paraense

Ministério Público Federal no Pará acusa secretaria estadual de meio ambiente a autorizar irregularmente retirada de areia e captação de água em área de influência de duas unidades de conservação federais.

Redação ((o))eco ·
14 de outubro de 2009 · 12 anos atrás

Ministério Público Federal no Pará recomendou que a secretaria estadual de meio ambiente cancele em no máximo 10 dias as licenças que concedeu a cinco empreendedores que retiram areia e captam água nas proximidades da Floresta Nacional Saracá-Taquera e da Reserva Biológica do Trombetas, no noroeste do Pará. As duas unidades de conservação são vizinhas e somam 800 mil hectares.

Leia também

Reportagens
21 de outubro de 2021

Estudo aponta diretrizes para barrar a degradação acelerada de campos e savanas

As chamadas grasslands estão ameaçadas em todo o planeta, alerta um grupo internacional de pesquisadores. Solução envolve restauração e busca de alternativas de exploração econômica sustentáveis

Notícias
21 de outubro de 2021

Até 2020 Rondônia não possuía lei para regular destinação de terras públicas

Estado tem quase 30% de seu território ocupado por terras não destinadas. Briga entre Legislativo e Executivo rondonienses dificultam formalização dos processos

Reportagens
21 de outubro de 2021

Superintendente dá aval para obras que ameaçam habitat de peixe das nuvens cearense

Duplicação de rodovia no litoral do Ceará foi embargada pelo Ibama em janeiro para proteger espécie de peixe das nuvens ameaçada. Com desembargo, pesquisadores temem pela destruição do habitat já restrito da espécie

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta