Salada Verde

Governo lança plataforma de gestão florestal

Sinaflor visa controlar a origem da madeira, do carvão e de outros produtos florestais. A previsão é que a plataforma seja utilizada a partir de janeiro de 2018 em todo o país

Sabrina Rodrigues ·
8 de março de 2017 · 5 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

lancamento-do-sinaflor-no-ibama-foto-mma-divulgacao

O Ministério do Meio Ambiente lançou na terça-feira (7) o Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor), um sistema nacional integrado para a gestão florestal no país. A plataforma, desenvolvida pelo Ibama, tem como objetivo controlar todo o processo da origem da madeira, do carvão e de outros produtos e subprodutos florestais. A ideia é rastrear desde a autorização de exploração até o transporte, armazenamento, industrialização e exportação.

A instauração da plataforma vem em observância aos artigos 35 e 36 da Lei nº 12.651/2012, da nova Lei Florestal. A previsão é que o Sinaflor esteja em funcionamento em todo o país até o fim do ano e a sua utilização será obrigatória a partir de janeiro de 2018.

“Desde o plano de manejo até o produto final, haverá uma marcação eletrônica de tudo o que aconteceu”, explicou a presidente do Ibama, Suely Araújo. “Isso vai trazer segurança e reduzir o número de fraudes”, acrescentou.

O estado de Roraima foi o primeiro a emitir as primeiras autorizações no sistema. Estados que já estão com o Sinaflor instaurado ou que tem o seu próprio mecanismo de gestão florestal deverão ser integrados ao Sinaflor como os estados do Maranhão, Pará, Tocantins e Mato Grosso.

*Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério do Meio Ambiente.

Leia Também

Justiça condena empresa por fraude em sistema de controle do Ibama

Carvão sem limites

Megaoperação combate extração de madeira ilegal em áreas protegidas do Maranhão

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
18 de julho de 2016

Megaoperação combate extração de madeira ilegal em áreas protegidas do Maranhão

Quadrilha movimentou mais de R$60 milhões. Trezentos policiais federais, apoiados por servidores do IBAMA, MPF e BOPE MA, estão em campo desde a semana passada.

Reportagens
10 de abril de 2008

Carvão sem limites

Desembargador do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul aceita pedido de siderúrgicas do pólo de Corumbá e libera o comércio de carvão feito com lenha nativa do Pantanal.

Notícias
15 de fevereiro de 2017

Justiça condena empresa por fraude em sistema de controle do Ibama

Operação Ouro Verde II, no Pará, descobriu uma das maiores fraudes ambientais no estado. Empresa terá de pagar indenização de mais de R$ 9 milhões mais multa

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta