Salada Verde

Proposta de plataforma pretende disponibilizar informações judiciais sobre a Amazônia

A criação de uma ferramenta online para monitorar inquéritos relacionados à proteção da Amazônia será debatida em reunião do do Observatório do Meio Ambiente do Poder Judiciário nesta terça-feira (02)

Duda Menegassi ·
1 de fevereiro de 2021
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

A criação de uma plataforma online para monitorar as ações judiciais relacionadas à Amazônia será um dos tópicos em discussão nesta terça-feira (02), durante a 2ª reunião do Observatório do Meio Ambiente do Poder Judiciário, entidade criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A proposta tem como objetivo facilitar que a sociedade acompanhe inquéritos e investigações, e possa fiscalizar o que está sendo feito pela proteção do bioma.

“A proposta é a criação de uma plataforma em meio eletrônico, que integre as informações existentes e que permita aos interessados o livre acesso, conhecimento, acompanhamento, bem como a possibilidade de manifestação no que se refere a investigações, inquéritos, recomendações, processos e decisões judiciais envolvendo a proteção do meio ambiente”, afirma o presidente do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental (Proam), Carlos Bocuhy, responsável por apresentar a proposta na reunião.

De acordo com Bocuhy, a ideia é desenvolver um projeto-piloto, com foco nos desmatamentos e queimadas na Amazônia brasileira, frente de atuação que poderá ter apoio de organizações como Imazon, Mapbiomas, e instituições como o Inpe, Ibama, Ministério Público e Poder Judiciário.

“A plataforma permitiria transparência sobre as informações existentes, disponibilizadas e permanentemente atualizadas em meio digital, desde a abertura das investigações, geradas por meio de representações da sociedade e ou por iniciativa do Ministério Público, até as decisões finais do judiciário, aferindo ainda os processos de reparação de danos ambientais”, explica Bocuhy.

O observatório é composto por 11 conselheiros do CNJ, seis representantes da sociedade civil e uma organização multilateral. Além dos membros, a reunião desta terça contará com a participação ilustre do vice-presidente Hamilton Mourão. O evento será realizado por videoconferência das 18h às 20h e poderá ser acompanhado ao vivo pelo canal da CNJ no Youtube.

 

Leia também

CNJ identifica 283 mil ações sobre crimes ambientais na Justiça

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Salada Verde
29 de novembro de 2020

CNJ identifica 283 mil ações sobre crimes ambientais na Justiça

De acordo com o levantamento, a região amazônica registrou nos últimos 20 anos mais de 54 mil processos contra crimes ambientais na Justiça

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Reportagens
21 de outubro de 2021

COP26 – Brasil tentou minimizar impacto das emissões da pecuária em relatório do IPCC

País também defendeu que aumento do desmatamento não é resultado da política atual brasileira. Outros países fizeram lobby para mudar relatório climático.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta