Salada Verde

Vira-pedras viajandões

Avanços tecnológicos em transmissores por satélite e geolocalizadores têm permitido descobertas incríveis sobre as avidas de aves migratórias.

Salada Verde ·
14 de abril de 2010 · 12 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

 

(foto : Huan Ming Tang - Bird Life International)
(foto : Huan Ming Tang – Bird Life International)

Avanços tecnológicos em transmissores por satélite e geolocalizadores têm permitido descobertas incríveis sobre as avidas de aves migratórias. Pesquisadores australianos instalaram geolocalizadores em quatro vira-pedras Arenaria interpres e descobriram que as aves levaram apenas seis dias, sem paradas, para voar 7.600 km do sudeste da Austrália até Taiwan antes de continar viagem até a Sibéria. Uma das aves, mais aventureira, depois retornou à Austrália pelo centro do Pacífico, completando uma viagem de 27 mil km. (Saiba mais no site da Bird Life International )

Leia também

Reportagens
27 de janeiro de 2022

Biólogo usa imagens de satélite e inteligência artificial para mapear quaresmeiras na Mata Atlântica

A detecção é possível por meio da coloração das flores da quaresmeira, cujos tons variam do magenta ao roxo. Para isso, utilizou imagens de satélite de acesso gratuito e o chamado deep learning, um recurso de inteligência artificial

Notícias
27 de janeiro de 2022

Polícia Federal investiga maus-tratos e apreende as girafas trazidas pelo BioParque

Em operação da PF acompanhada pelo Ibama, os policiais apreenderam as 15 girafas e investigam supostos maus-tratos aos animais. BioParque nega

Análises
27 de janeiro de 2022

Um lugar para as onças da Mata Atlântica na Década da Restauração

A Mata Atlântica é um pacote completo, com onças e tudo; é preciso urgentemente nos conscientizarmos que uma floresta sem bichos não tem futuro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta