Salada Verde

ONGs analisam aumento de desmatamento na Amazônia

IPAM, IMAZON e ISA lançam documento sobre o aumento do corte raso e apresentam recomendações para que essa tendência seja revertida.

Redação ((o))eco ·
15 de janeiro de 2014 · 8 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

 

Desmatamento para Gado. RESEX. Foto:
Desmatamento para Gado. RESEX. Foto:

 

Após 4 anos consecutivos de queda do desmatamento, a derrubada de floresta voltou a subir em 2013, um aumento de 28% de corte raso. O sinal amarelo já havia sido acionado meses antes, com sucessivos aumentos nos números do alerta de desmatamento. O anúncio oficial foi feito em novembro. Agora, o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), o Instituto Socioambiental (ISA) e o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (IMAZON), lançaram um documento que reflete sobre as causas deste aumento e como o poder público pode reagir a ele.

Segundo o documento de 8 páginas, a especulação fundiária e os efeitos  das obras de infraestrutura sem as devidas salvaguardas socioambientais são dois fatores que podem explicar o aumento.

Os institutos também recomendam que o governo mantenha as políticas já adotadas no Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal [PPCDAM], mas que as aperfeiçoe, somando novas estratégias como: manter a fiscalização focada em municípios que concentram as maiores taxas de desmatamento; avançar com os incentivos econômicos para a conservação e redução do desmatamento especulativo; estimular a recomposição e a regularização florestal.Tais incentivos, diz o trabalho, deveriam incluir uma revisão da politica tributária do governo federal.

 

Leia o documento na íntegra.

 

 

Leia Também
Desmatamento na Amazônia: o governo perdeu a disciplina
Zangada, ministra anuncia aumento de 28% no desmatamento
Como combater o recente aumento do desmatamento na Amazônia

 

 

 

Leia também

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Notícias
26 de novembro de 2021

Jornalismo digital brasileiro se une em campanha de financiamento

Ação reúne 26 organizações com objetivo de arrecadar doações para fortalecimento do jornalismo digital de qualidade

Reportagens
26 de novembro de 2021

MPF pede anulação da Licença de Instalação do Linhão Tucuruí na terra Waimiri Atroari

Ação aponta que União e a Transnorte agem ilegalmente no licenciamento da obra. Autossuficientes em energia elétrica, os Waimiri Atroari são contra o empreendimento e sentem “a floresta sangrar”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta