Salada Verde

Descoberta primeira perereca fluorescente do mundo

Espécie natural do Pantanal brasileiro, a Hypsiboas punctatus, apresenta cor fluorescente no escuro, fenômeno raro entre os vertebrados

Sabrina Rodrigues ·
15 de março de 2017 · 5 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Hypsiboas punctatus. Foto: Santiago Ron/Flickr
Hypsiboas punctatus. Foto: Santiago Ron/Flickr

É brasileira e do Pantanal o primeiro anfíbio fluorescente do mundo. A descoberta, publicada na segunda (13) pela revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, de que a perereca Hypsiboas punctatus apresenta coloração fluorescente, à noite, abre uma perspectiva emocionante na fisiologia e ecologia visual da rã e no papel da fluorescência em ambientes terrestres.

Donas de uma diversidade de cores, brilhos, e diferentes cantos, não se sabia, até a publicação dessa descrição, da capacidade dos anfíbios de possuir fluorescência, que nos seres vivos terrestres só apareciam, até o momento, em insetos.

A descoberta, feita por pesquisadores argentinos e brasileiros, aconteceu por acaso. O biólogo argentino Carlos Taboada queria saber o porquê da pigmentação vermelha e verde nessa espécie. Após analisar a H. punctatus com uma luz ultravioleta, descobriu-se que em condições onde há pouca luz, a espécie emite um brilho verde muito forte. Na natureza, as pererecas absorvem a luz da Lua.

Os pesquisadores ainda não sabem informar qual a função ecológica desse brilho, mas acreditam que as emissões fluorescentes façam parte da comunicação visual desses anfíbios a fim de atrair futuros parceiros.

Saiba Mais
Artigo: Naturally occurring fluorescence in frogs. PNAS. On-line 13 mar. 2017.

Leia Também

Novos anfíbios nas bromélias da Mata Atlântica

Nova espécie de mini sapo é descoberta e já está ameaçada

Sapos ajudam a explicar biodiversidade do Cerrado

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
28 de janeiro de 2014

Sapos ajudam a explicar biodiversidade do Cerrado

A descoberta de quatro espécies do mesmo gênero indica a grande biodiversidade ainda desconhecida de sapos no bioma.

Notícias
18 de agosto de 2015

Nova espécie de mini sapo é descoberta e já está ameaçada

Descoberto em Santa Catarina, pequeno anfíbio com cerca de 1 centímetro de comprimento é vulnerável às mudanças climáticas e alterações no habitat.

Notícias
15 de dezembro de 2015

Novos anfíbios nas bromélias da Mata Atlântica

Descrição de novas espécie foi publicada em duas edições do jornal de acesso livre PloS One, no início de dezembro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Lourival diz:

    Acho magníficas essas pesquisas dos biólogos! Deveriam ter mais apoio e aproveitamento das instituições!