Análises

Escolha feita II

Redação ((o))eco ·
16 de maio de 2008 · 14 anos atrás

De Rutêncio de Valois

Dr. Sérgio: demorou demais para a senadora Marina dar-se conta de que era praticamente uma rainha no governo: bastante idolatrada, fazia bonito nos eventos nacionais e internacionais, porém lhe faltava poder de fato. A ex-ministra cercou-se de assessores outrora competentes na condição de ongueiros, atualmente péssimos na construção e defesa de uma política ambiental de Estado. Por causa deles, o MMA despendeu recursos preciosos em batalhas inúteis, ficando politicamente fragilizado nas questões ambientais realmente importantes. O pedido de exoneração é a maior contribuição que a sen. Marina poderia dar ao meio ambiente brasileiro: escancarou as portas para a comunidade internacional poder observar o desastre que é o governo Lula para o meio ambiente.

Leia também

Reportagens
17 de maio de 2022

Amazônia tem mais de 425 mil famílias sem energia elétrica

Brasil avança na universalização da energia, mas população de áreas remotas da Amazônia ainda demandam acesso à eletricidade. Pandemia atrasou cronograma

Notícias
17 de maio de 2022

Para beneficiar pecuária, Acre reduz em até 80% imposto sobre comercialização de gado

ICMS a ser pago por pecuaristas acreanos cai de 12% para 2,4% na venda para alguns estados. Medida pode resultar em mais desmatamento, diz pesquisadora

Análises
17 de maio de 2022

Oportunidades e desafios para a implementação do Código Florestal brasileiro

A lentidão na implementação do Código Florestal representa o desperdício de uma valiosa oportunidade de transformar o uso da terra no Brasil

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta