Notícias

Descoberta marinha

Pesquisadores descobrem que proliferação de alga rara no Caribe salvou corais em 2005, quando a temperatura do mar subiu 2º C acima do normal. Mas efeitos de longo prazo são incógnita.

Redação ((o))eco ·
10 de setembro de 2009 · 12 anos atrás
Crédito: Todd LaJeunesse/Penn State
Crédito: Todd LaJeunesse/Penn State

Pesquisadores americanos constataram que um tipo raro de alga (Symbiodinium trenchi) proliferou no mar do Caribe depois que a temperatura do oceano subiu dois graus Celsius acima do normal em 2005. O evento matou centenas de corais. Mas essas algas salvaram pelo menos alguns recifes, porque, crescidas, puderam continuar fornecendo nutrientes e energia que ajudaram os corais a resistir ao calor excessivo. Os pesquisadores não sabem, no entanto, se no longo prazo, num cenário de gradual aumento da temperatura, esse crescimento de algas vai ser benéfico ou não para esses ambientes. Os resultados da descoberta foram publicados ontem no jornal Proceedings of the Royal Society B.

Leia também

Reportagens
27 de janeiro de 2022

Biólogo usa imagens de satélite e inteligência artificial para mapear quaresmeiras na Mata Atlântica

A detecção é possível por meio da coloração das flores da quaresmeira, cujos tons variam do magenta ao roxo. Para isso, utilizou imagens de satélite de acesso gratuito e o chamado deep learning, um recurso de inteligência artificial

Notícias
27 de janeiro de 2022

Polícia Federal investiga maus-tratos e apreende as girafas trazidas pelo BioParque

Em operação da PF acompanhada pelo Ibama, os policiais apreenderam as 15 girafas e investigam supostos maus-tratos aos animais. BioParque nega

Análises
27 de janeiro de 2022

Um lugar para as onças da Mata Atlântica na Década da Restauração

A Mata Atlântica é um pacote completo, com onças e tudo; é preciso urgentemente nos conscientizarmos que uma floresta sem bichos não tem futuro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta