Notícias

Substituto vilão

Cientistas descobrem que a substância usada para substituir os CFCs nos anos 90 pode causar um problema tão grave quanto o buraco na camada de ozônio: a chuva ácida.

Redação ((o))eco ·
12 de março de 2010 · 12 anos atrás

Cientistas de três universidades americanas acabam de concluir que os produtos químicos que substituíram os CFC´s na década de 1990 – usados na época em condicionadores de ar, geladeiras e latas de spray, e que foram banidos mundialmente por danificarem a camada de ozônio- , os HCFCs (hidrofluorclorocarbonos), podem causar um problema tão grave quanto: a chuva ácida. Após a substituição dos CFCs por HCFCs, nos anos 1990, estudos já revelavam que seria necessário achar um substituto do substituto, já que os HCFCs poderiam agir como super gases de efeito estufa. O estudo de agora, de pesquisadores das universidades de Purdue, Flórida e Arkansas, mostra que há mais um motivo para essa nova substituição. A notícia boa é que a modelagem usada por eles para identificar este problema poderá ser usada para descobrir quais substâncias são menos nocivas ao meio ambiente, antes que se gaste uma montanha de dinheiro com elas.
 

 

Leia também

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Reportagens
21 de outubro de 2021

COP26 – Brasil tentou minimizar impacto das emissões da pecuária em relatório do IPCC

País também defendeu que aumento do desmatamento não é resultado da política atual brasileira. Outros países fizeram lobby para mudar relatório climático.

Reportagens
21 de outubro de 2021

Estudo aponta diretrizes para barrar a degradação acelerada de campos e savanas

As chamadas grasslands estão ameaçadas em todo o planeta, alerta um grupo internacional de pesquisadores. Solução envolve restauração e busca de alternativas de exploração econômica sustentáveis

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta