Notícias

“Flora das Caatingas do Rio São Francisco” ganha prêmio Jabuti

Livro organizado por José Alves ficou em primeiro lugar na categoria Ciências Naturais na mais importante premiação de livros do país.

Redação ((o))eco ·
18 de outubro de 2013 · 8 anos atrás

Na foto, José Alves de Siqueira Filho, organizador do livro. Crédito: divulgação.
Na foto, José Alves de Siqueira Filho, organizador do livro. Crédito: divulgação.

O livro Flora das Caatingas do Rio São Francisco – História natural e conservação acaba de ganhar o prêmio Jabuti na categoria Ciência Naturais. O resultado foi anunciado ontem (17), pela manhã.

O livro apresenta a diversidade do único bioma genuinamente brasileiro, a Caatinga. O trabalho organizado pelo professor José Alves de Siqueira, contou com a participação de 99 pesquisadores e 39 instituições.

O resultado, reconhecido pelo Jabuti, afasta a imagem de terra arrasada pela seca mitificada pela literatura nacional. Na Caatinga a vida floresce e é diversa. Só no livro, são apresentados 1.031 registros de espécies de plantas locais.

Desbravar essa ilustre desconhecida custou aos organizadores 4 anos de trabalho e 340 mil quilômetros percorridos ao longo de 212 expedições. O resultado é um livro fartamente ilustrado de 515 páginas, que gerou uma ótima reportagem de Celso Calheiros, publicada em ((o))eco em outubro de 2012.

 

 

Leia Também
Uma nova visão das Caatingas do São Francisco
O desafio de preservar e recuperar a Caatinga
Cactos à venda deixam a Caatinga mais pobre

 

 

 

Leia também

Reportagens
14 de outubro de 2021

Estudo amplia de 39 para 74 os modos de reprodução conhecidos dos anfíbios e cria nova classificação

Estudo propõe um novo sistema de classificação dos modos reprodutivos para toda essa classe de animais composta por anfíbios anuros (sapos, rãs e pererecas), salamandras e cecílias (cobras-cegas)

Reportagens
14 de outubro de 2021

Licenciamento de resort em Maricá foi cancelado na Justiça, afirma advogada

Andamento no Inea surpreendeu pesquisadores e ambientalistas que movem ações judiciais contra o projeto Maraey. À frente da iniciativa, IDB Brasil nega impedimento legal

Notícias
13 de outubro de 2021

Área de pasto cresceu 200% na Amazônia nos últimos 36 anos

Atualmente, pastagens ocupam 154 milhões de hectares em todo país, área equivalente a quase todo estado do Amazonas, mostra levantamento do Mapbiomas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta