Salada Verde

Ibama libera linha de transmissão das Usinas do Madeira

Divulgada a licença de instalação do “linhão do Madeira”, que percorrerá 2.420 km de extensão, de Porto Velho (RO) a Araraquara (SP).

Daniele Bragança ·
9 de fevereiro de 2012 · 12 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Usina de Santo Antônio (RO), início de uma linha de transmissão de 2,4 mil km. Foto: divulgação PAC
Usina de Santo Antônio (RO), início de uma linha de transmissão de 2,4 mil km. Foto: divulgação PAC


Veja Linha de Transmissão Porto Velho Araraquara em um mapa maior

Há mais três linhas que compõem do circuito de interligação das hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, também conhecidas como Usinas do Madeira: 

    1. Linha de transmissão Cuiabá – Ribeirãozinho – Rio Verde, com extensão de 606 km (Lote B)
    2. Linhas de transmissão Araraquara 2 – Araraquara Furnas e Araraquara 2 – Araraquara CTEEP (Lote E)
    3. Linha de Transmissão Coletora Porto Velho – Porto Velho em circuito duplo (lote A) que já está em operação conectando a Hidrelétrica Santo Antônio ao Sistema Interligado Nacional.

 

O investimento total para a construção de todas as linhas e subestações está estimado em R$ 7,2 bilhões. Entre as medidas exigidas pelo Ibama para minimizar o impacto ambiental da linha de transmissão está a diminuição em 14% da área desmatada para a viabilização do empreendimento. Serão desmatados 531 hectares de florestas para a construção do linhão, a previsão anterior era de desmatar 620 hectares. Cada hectare significa um campo de futebol. 

*Com informações Ascom/Ibama

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

Leia também

Análises
24 de julho de 2024

Portão do Inferno, um risco para o país

Governo de MT sinaliza que aguardará fim do Festival de Inverno para iniciar desmonte de parte do paredão do Parque da Chapada dos Guimarães. ICMBio diz que obra pode inviabilizar funcionamento da UC

Salada Verde
24 de julho de 2024

A gangorra climática das árvores da Mata Atlântica

Pesquisa inédita aponta que as plantas estão subindo ou descendo montanhas em busca de temperaturas mais amenas

Notícias
24 de julho de 2024

Empresas ainda veem com ceticismo a “Lei Rouanet da Reciclagem”, recém regulamentada

Como obstáculos, instituições representativas do setor mencionam pouca transparência e dificuldade de acesso aos recursos anunciados, além de ausência de toda a cadeia produtiva

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.