Salada Verde

Documentário sobre o Cerrado estreia nos cinemas em agosto

O longa-metragem “Ser Tão Velho Cerrado”, de André D’Elia, é uma campanha em defesa do segundo maior bioma do Brasil. O filme estreia dia 09 de agosto em todo o país

Sabrina Rodrigues ·
19 de julho de 2018 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
O Cerrado no Parque Nacional das Emas. Foto: Simone Mamede/Wikiparques.

Quarenta milhões de anos em um filme. Essa é a proposta do documentário “Ser Tão Velho Cerrado”, que mostrará em um pouco mais de uma hora e meia o que está sendo feito com o segundo maior bioma do Brasil e um dos mais antigos do mundo. Esse é o quarto documentário do cineasta André D’Elia, que  também dirigiu “Belo Monte” e “A Lei da Água”.

A estreia nacional está marcada para acontecer no dia 9 de agosto. Na telona, serão mostrados os efeitos do desmatamento no Cerrado e na qualidade de vida da população local.

 

Assista ao trailer:

 

Leia Também

Documentário “A lei da água” está disponível no Youtube

Manifesto alerta para a destruição do Cerrado

Desmate no cerrado sobe 9% em 2017

 

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
24 de junho de 2018

Desmate no cerrado sobe 9% em 2017

Dados mostram, porém, queda de mais de 40% nos últimos dois anos em relação a 2015; Inpe inicia monitoramento diário do segundo maior bioma do país, que tomba mais rápido que a Amazônia

Salada Verde
11 de setembro de 2017

Manifesto alerta para a destruição do Cerrado

ONGs ambientais alertam setores do agronegócio para a destruição de mais de 30% do bioma. A cada 2 meses, perdemos uma área equivalente à cidade de São Paulo

Salada Verde
15 de setembro de 2016

Documentário “A lei da água” está disponível no Youtube

Dirigido por André D'Élia e produzido por Fernando Meirelles, filme mostra os efeitos danosos causados pelo afrouxamento do Código Florestal

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta