Notícias

Workshop sobre onças-pintadas

Workshop em Atibaia reúne especialistas para estimar a abundância de onças-pintadas do Brasil e ameaças. Objetivo é traçar plano de ação para sua conservação.

Andreia Fanzeres ·
9 de novembro de 2009 · 12 anos atrás

 

Crédito: Adriano Gambarini
Crédito: Adriano Gambarini

Acontece a partir desta terça-feira (10) uma reunião com os maiores especialistas em onça-pintada do país para discutir sua situação de vulnerabilidade e sobrevivência. O maior felino das Américas é considerado praticamente extinto da Mata Atlântica, da Caatinga e do Cerrado, mas ainda pode ser encontrado com dificuldade no Pantanal e na Amazônia. Os pesquisadores pretendem estimar a abundância de animais vivos no Brasil, avaliar as maiores ameaças e traçar um plano de ação para prteção das onças-pintadas. Entre os especialistas, haverá representantes do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap/ICMBio), da ONG Pro-Carnívoros, da instituição americana Panthera, Ibama, Wildlife Conservation Society (WCS),  entre outros. Eles estarão reunidos em Atibaia (SP) até o dia 13 de novembro.

Mais informações pelo telefone: (11) 4411 6744/ (11) 4411 0144

  • Andreia Fanzeres

    Jornalista de ((o))eco de 2005 a 2011. Coordena o Programa de Direitos Indígenas, Política Indigenista e Informação à Sociedade da OPAN.

Leia também

Notícias
2 de dezembro de 2021

Lideranças indígenas do Pará cedem à pressão de invasores e aceitam reduzir seu território pela metade

Caciques da TI Apyterewa disseram ao STF que, em “acordo” feito com invasores, aceitam redução de 392 mil hectares de suas terras

Notícias
2 de dezembro de 2021

Com maioria no Conama, governo federal impõe mudanças no CNEA

Conama aprova alterações no Cadastro Nacional de Entidades Ambientalistas e impõe mais burocracia e custos para a participação da sociedade civil no conselho

Reportagens
2 de dezembro de 2021

Secas recorrentes afetam a capacidade de recuperação da Floresta Amazônica, alerta estudo

Nas últimas duas décadas, a Floresta Amazônica tem sido impactada por secas cada vez mais intensas e frequentes. As mais severas ocorreram em 2005, 2010 e 2015

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta