Salada Verde

Menores abandonados

Projeto no interior paulista trata pequenos macacos brasileiros vítimas de maus tratos e tráfico de espécies. A maioria não retorna à natureza.

Salada Verde ·
10 de dezembro de 2009 · 12 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Foto: Projeto Mucky
Foto: Projeto Mucky

Vários animais chegam à sede do Mucky, em Itu (SP), com séria deficiência nutricional. Outros apresentam hernias e falta de pêlos no corpo, entre vários tipos de ferimentos. A maioria encontrará o fim de seus dias em cativeiro, pois não tem condições de retornar à natureza.

“Seqüelas de desnutrição são comuns. Mas também temos muitos casos de sagüis vítimas mesmo de covardia, como é o caso de Funcho, que foi cegado com cigarro. Há também casos de sagüis que estão paraplégicos e que, felizmente, se adaptaram a um aparelho que criamos que permite que eles se locomovam. Aliás, há casos tão complexos e tristes que quando vemos que eles conseguem se locomover e vocalizar, por exemplo, já comemoramos como uma grande vitória”, explicou em nota do projeto Lívia Botar, fundadora e coordenadora do Mucky.

Mais informações aqui.

Leia também

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Notícias
26 de novembro de 2021

Jornalismo digital brasileiro se une em campanha de financiamento

Ação reúne 26 organizações com objetivo de arrecadar doações para fortalecimento do jornalismo digital de qualidade

Reportagens
26 de novembro de 2021

MPF pede anulação da Licença de Instalação do Linhão Tucuruí na terra Waimiri Atroari

Ação aponta que União e a Transnorte agem ilegalmente no licenciamento da obra. Autossuficientes em energia elétrica, os Waimiri Atroari são contra o empreendimento e sentem “a floresta sangrar”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta