Salada Verde

São Paulo e as novas áreas protegidas

Consema aprova criação de duas unidades de conservação. Ao todo, serão mais de 12 mil hectares integralmente protegidos.

Redação ((o))eco ·
28 de outubro de 2010 · 11 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

O estado de São Paulo finalmente ganhou mais duas unidades de conservação, referendadas nesta semana pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema). Durante a última reunião, da qual participaram os prefeitos dos municípios envolvidos (Bertioga e São Bento de Sapucaí), foram aprovadas as criações do Monumento Natural Pedra do Baú, que vai proteger integralmente 3.154 hectares (ha) na Serra da Mantiqueira, e o Parque Estadual Restinga de Bertioga, com seus 9.264 ha. Além deste parque, a cidade litorânea também transformou 58 hectares na Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) Itaguaré. 

ARIE Itaguaré. (Foto: Adriana Mattoso)
ARIE Itaguaré. (Foto: Adriana Mattoso)

O secretário adjunto do meio ambiente, Casemiro Tércio Carvalho, comemorou dizendo que nunca o estado de São Paulo criou tantas unidades de conservação, com diálogo entre prefeituras e sociedade civil. Só que ainda falta um passo para as áreas poderem sair do papel. As decisões do Consema seguem para a Casa Civil e apenas após o Decreto e a publicação no Diário Oficial elas estarão efetivadas.
 
O Parque de Bertioga, aceito por 27 votos favoráveis, um contra e uma abstenção, quase ficou de fora da pauta em virtude das divergências em torno de sua área e atividades permitidas. Mas os membros do Consema conseguiram realizar o processo com apoio do WWF-Brasil e de outras entidades. O local, rico em biodiversidade, protege os rios que abastecem a região e abriga diversas espécies endêmicas e ameaçadas de desaparecimento. O texto final teve pequena mudança com o intuito de permitir a captação de água para fornecimento à população. (Felipe Lobo)

Leia também

Reportagens
27 de janeiro de 2022

Biólogo usa imagens de satélite e inteligência artificial para mapear quaresmeiras na Mata Atlântica

A detecção é possível por meio da coloração das flores da quaresmeira, cujos tons variam do magenta ao roxo. Para isso, utilizou imagens de satélite de acesso gratuito e o chamado deep learning, um recurso de inteligência artificial

Notícias
27 de janeiro de 2022

Polícia Federal investiga maus-tratos e apreende as girafas trazidas pelo BioParque

Em operação da PF acompanhada pelo Ibama, os policiais apreenderam as 15 girafas e investigam supostos maus-tratos aos animais. BioParque nega

Análises
27 de janeiro de 2022

Um lugar para as onças da Mata Atlântica na Década da Restauração

A Mata Atlântica é um pacote completo, com onças e tudo; é preciso urgentemente nos conscientizarmos que uma floresta sem bichos não tem futuro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta