Salada Verde

Rômulo Mello deve voltar ao comando do ICMBio

Funcionário de carreira do Instituto, Mello foi o segundo a ocupar a presidência do órgão e ficou no cargo por 4 anos.

Daniele Bragança ·
18 de maio de 2016 · 6 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Rômulo Mello, durante reunião plenária do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), realizada em setembro de 2011. Foto: Elza fiúza/ABr.
Rômulo Mello, durante reunião plenária do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), realizada em setembro de 2011. Foto: Elza fiúza/ABr.

 

Desde quinta-feira passada (12), quando o Senado afastou a presidente Dilma do cargo e os ministros foram exonerados, circula o nome de Rômulo Mello como mais provável sucessor de Claudio Maretti no comando do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Rômulo já ocupou a posição. Ele foi o segundo presidente do ICMBio, que já teve 4 presidentes em quase nove anos de existência e comandou o órgão de 2008 a 2012, quando pediu demissão, alegando estafa e problemas de saúde.

Rômulo é um veterano da área ambiental e fez carreira no Ibama desde a sua fundação. Chegou a diretor e, em 2002, presidente do Ibama. Quando o ICMBio foi criado, em 2007, mudou-se para lá e tornou-se o primeiro diretor de Conservação de Biodiversidade. Chegou à presidência do ICMBio em julho de 2008, durante a gestão de Carlos Minc no Ministério do Meio Ambiente, depois do seu nome ser indicado por um comitê, do qual faziam parte Marina Silva e João Paulo Capobianco, que foi o primeiro presidente do órgão ambiental.

Especulações

Fontes no legislativo, nas ONGs e no próprio ICMBio confirmaram a indicação de Mello à presidência do ICMBio. Mas na política só é certo o que é publicado no Diário Oficial da União. Até ontem, as mesmas fontes confirmavam o nome de Donizetti Aurélio do Carmo na presidência do Ibama, que é funcionário de carreira do órgão e atua como assessor do Partido Verde na Câmara dos Deputados desde 2006. Mas outro nome surgiu depois que o governo Temer começou a nomear mulheres para cargos importantes no segundo escalão, tentando minimizar o desgaste político causado pela falta de ministras. De acordo com o jornal Estadão, o novo nome para comandar o Ibama é Suely Araújo. Ela é consultora da Câmara especializada em temas ambientais.

 

 

Leia Também

Presidente do Instituto Chico Mendes pediu demissão antes do Carnaval

http://www.oeco.com.br/reportagens/19978-de-volta-ao-tempo-das-cavernas

MMA: Ambientalistas apoiam nomeação de Sarney Filho contra ruralista

 

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Notícias
12 de maio de 2016

MMA: Ambientalistas apoiam nomeação de Sarney Filho contra ruralista

Grupo enviou uma carta ao presidente Temer pedindo a confirmação da indicação, em vez de concorrente também do PV, mas apoiado pela bancada ruralista

Notícias
29 de fevereiro de 2012

Presidente do Instituto Chico Mendes pediu demissão antes do Carnaval

No cargo desde 2008, Rômulo Mello teve uma administração marcada por críticas ácidas. Ministra Izabella ainda não definiu quem o substituirá.

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta